logo fm91 logo 1500am whats-radio

 

A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde.
Viajar sem pagar passagem. Conhecer pessoas novas sem sair do lugar. Engrandecer um dicionário repleto de pensamentos, fatos, argumentos.
Isso e muito mais acontece quando lemos um livro. Um hábito que infelizmente está sendo substituido por uma tecnologia rápida, instantânea.
Sempre gostei de ler. Meu gosto pela leitura começou com os Gibis. Aquelas histórias divertidas da Turma da Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, e outros personagens criados pelo Maurício de Souza, que deixava meus dias mais animados. Uma leitura simples mas envolvente, que foi o início de muitos leitores brasileiros.
Creio que muitos ainda se lembram das características de cada personagem. Histórias que ainda persistem, trazendo esse mundo fantástico da leitura para os lares de muitas crianças.
As leituras adolescentes também foram ocupando espaço nas prateleiras das bibliotecas. Sucesso entre a meninada, a coleção Vagalume, que mostrava um pouco do universo transformador da pré-adolescência.
E claro, mas tarde surgiram as famosas Trilogias, ou as séries que tinham 6 ou mais livros. Harry Potter, As Crônicas de Nárnia, O Senhor dos Anéis. Enfim, histórias de magia, que levavam o leitor à outros universos, onde coisas impossíveis aconteciam.
Assim seguem as histórias, os fatos. Gostava muito de frequentar as biblioteca da EMEF Emílio Carlos Linck de São Miguel e a da IEE Júlia Billiart em busca de livros envolventes, livros históricos ou futuristas. Acabar um livro e ter a oportunidade de retirar outro, e começar uma nova viagem, sempre me deixou muito satisfeita.
Percebo hoje que, infelizmente, a leitura tornou-se uma tarefa “obrigatória”. Você precisa ler para poder fazer o trabalho e ganhar boa nota. Você precisa ler para estar bem informado.Você precisa ler para ir bem na prova. As imposições são muitas. Mas o gosto da leitura acaba sendo esquecido. Onde está a vontade de ler um livro, sem nenhuma chantagem emocional? Ficar ansioso para saber qual o desfecho da narrativa?
Os benefícios de uma boa leitura são inúmeros. Você conhece novas palavras tornando seu vocabulário mais vasto; estimula a criatividade; é uma fonte importante de informação; melhora a desenvoltura na fala e escrita; além é claro, de proporcionar momentos de relaxamento, onde você “voa” para outros cenários, e convive com outras pessoas.
O hábito da leitura começa desde pequenos. Os pais e professores são grandes incentivadores para os “pimpolhos” conhecerem esse universo. Eles vão conhecer um novo conceito de mundo, as palavras tornam-se mais fáceis e atraentes. Os personagens são quase reais. Leia para uma criança. Você ajudará muito no desenvolvimento de um futuro leitor.
O tablet e o smartphone não podem substituir as páginas encantadas dos livros. Eles facilitam muito as tarefas do dia-a-dia, mas acredito profundamente, que eles não são capazes de proporcionar o prazer de terminar uma leitura e poder começar outra. O que está escondido nas páginas dos livros, não tem meio eletrônico que possa descobrir.
As bibliotecas estão repletas de livros, esperando por mentes abertas e interessadas em desvendar novos mundos. E engana-se quem pensa que a leitura é apenas para quem estuda ou para as crianças. A leitura é democrática. Não escolhe raça, cor, faixa etária, classe social, gênero. É para todos. E maravilhoso para todos!
A dica: leia, leia muito. E leia para alguém. O benefício é imenso.
Ótimo findi para você! E tire um tempinho para ler algo!