logo fm91 logo 1500am whats-radio

 

Quando encontro algo que gosto, costumo dividir com os leitores. Encontrei um texto que fala do envelhecimento e achei bem importante e vou dividir alguns trechos aqui, onde o autor dedicou “um conselho aos da sua idade”.

O autor sugere “não se preocupar com o envelhecimento por ser um processo natural, pois a energia do corpo tende a se degenerar e com isso a desordem do sistema aumenta”. Então, tudo que foi composto será decomposto, tudo que foi construído será destruído, tudo foi feito para acabar. Os membros enfraquecem, os sentidos também se degeneram. Parafraseando Freud: “a morte é o alvo de tudo que vive”.

O conselho é: viva. Faça apenas isso. Preocupe-se com um dia de cada vez. Aqui também cabe o chavão de alguém que diz ao cônjuge: me use, estou acabando. Hilário, mas realista. Ficar velho e cheio de rugas é natural. Não podemos querer ser jovem novamente. Assim como não adianta evocar lembranças mortas para ressuscitar dores e reviver traumas. Permita o passado se tornar passado. Assim, o futuro é o tempo que nos resta, seja qual for.

Resta abrir mão da beleza exuberante, da memória infalível, da ausência da barriguinha, da cabeleira, do alto desempenho...  Nem as plásticas resgatam o passado. A flor da idade vai cedendo espaço ao tempo. Resta sermos felizes do jeito que somos.

Tenho percebido que muitas pessoas melhoram quando envelhecem e isso decorre exatamente por aceitarem os membros cansados, a mente esquecida, as rugas... Afinal, são as imposições da natureza e mesmo assim têm tantas coisas interessantes para se viver na fase que se está. Aproveitar a família, os amigos, viajar, jantar com alguém...

Ah, e aproveite para tomar um bom vinho, pois a vida é muito curta para tomar vinhos ruins. Isso ajuda para viver bem.