logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Marolinha, por Eloy Scheibe

Jeffe e Eloy

Quando decidi escrever sobre a crise, imediatamente me ocorreu a afirmação do ex-presidente Lula, de que a crise que se abatia sobre os Estados Unidos era uma “marolinha” e que os americanos que sempre ditavam as regras, haviam sido surpreendidos por grave crise. Porém, as medidas adotadas aqui também não corresponderam, e passou-se algum tempo e também chegou ao Brasil, mostrando as garras e desafiando as autoridades brasileiras.

Certamente cada pessoa precisa adotar medidas para si, cada empresa precisa achar estratégias para superar o período. Empreender é uma alternativa? Pode ser sim. Sabemos que nos períodos de crise surgem boas oportunidades para ganhar dinheiro também. Se tirarmos o “s” da palavra crise, fica crie. Criar em período de crise também proporciona grandes oportunidades que auxiliam a superar o período.

O individualismo é um pecado capital que acomete muita gente, assim, esquecer o individualismo é outro ingrediente máster, que também poderá representar avanços.

Em períodos de fartura, já se dizia antigamente, que a camada de manteiga passada no pão é mais generosa. Esta é uma verdade absoluta. Talvez no período, também economizar com os pequenos prazeres da vida. A ganância, que sequer deveria existir, deve ser deixada de lado por completo, especialmente em tempos de vacas magras. A palavra de ordem é realinhar. Exatamente, ajustar onde for possível. Ah, e acima de tudo, acreditar que é possível sair deste período e fortalecido.

Citei diversos itens e certamente existem outros que também poderão e deverão ser levados em conta. Sempre há algo para fazer e o desânimo não pode fazer parte deste jogo. Os desanimados não tem lugar no mercado. O tempo destes já foi. Para enfrentar um período difícil, não há uma medida isolada que solucionará os problemas, mas um conjunto de medidas. Se observarmos a história vamos encontrar sempre períodos que não foram tão animadores. E, como tudo tem utilidade, este momento serve para todos nós para reavaliarmos nossas atitudes e ações cotidianas, já que ninguém resolverá nossos problemas a não ser nós mesmos.

Coluna Eloy publicada na edição 9/10 no Jornal ABCNotícias