logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Vontade de fazer - por Eloy Milton Scheibe

557942 426938724048782 923025916 n

Agora passou o carnaval, então oficialmente o Brasil começa a funcionar. Não é assim que se diz? Ainda é tempo de produzir e iniciar projetos para este ano. Correr atrás dos seus sonhos e apostar em projetos pessoais exige uma grande dose de esforço e coragem. Caminhar em busca de algo em que você acredita pode ser doloroso. Muita gente só vê os frutos colhidos no final, e acha que as pessoas bem sucedidas tiveram “sorte”, mas na verdade, a palavra sorte em 90% dos casos deveria ser trocada por “merecimento”.

Muitos começam a investir tempo e energia para fazer o que realmente gostam, mas param no meio do caminho quando encontram as primeiras dificuldades. E depois, dizem que não deu certo, que o mercado não estava bom, que não tiveram sorte, dentre outras desculpas. Nestes casos, na maioria das vezes a verdade é bem difícil de digerir. Se algo que você estava fazendo não deu certo, o responsável por isso geralmente é você. Juliana Garcia, que é coach, facilitadora visual, escritora e empreendedora criativa, sugere algumas ideias que precisam ser deixadas de lado:

- Se você quer ver seu negócio rendendo frutos, vai ter que cortar o mal pela raiz. Enrolar, deixar pra depois, amanhã eu faço. Inclusive o perfeccionismo precisa ser deixado de lado, isso atrasa o lançamento dos projetos.

- Deixar de lado o medo do julgamento que bloqueia a criatividade, mina sua autoconfiança. Por exemplo, para saber o que o seu cliente pensa, não dá para ficar criando hipóteses e mais hipóteses na sua cabeça, precisa agir, perguntar, interagir, enfim, colocar sua ideia pra fora.

- O medo do julgamento precisa ser deixado de lado, assim como o medo de errar. Não estar no caminho certo já significa começar errado. Então, viva, se lance e se tropeçar, levante e caminhe, lance sementes, faça acontecer.

- Papos negativos precisam ser deixados de lado. Se você quer crescer precisa estar cercado por pessoas, clima e ideias que promovam o desenvolvimento. Não alimente papos que diminuam os seus sonhos, que acabem com a sua esperança e coloquem o seu potencial em dúvida.

- Reclamações e críticas alimentam papos ruins. Climas sabotadores e crenças negativas se tornam um vício que atrapalham muito.

- Resistência à mudanças deixam a empresa ou negócio num círculo vicioso, de inércia. Mudar é bom, faz mudar e conhecer novos ares.

- As velhas desculpas não servem mais, você não precisa delas para se proteger. Proteja-se com escudos eficazes: trabalho, sonhos, vontade, energia positiva, criatividade. Mantenha boas companhias para crescer, abandone o medo e siga em frente.

Desta forma, certamente o saldo será positivo ao final do ano.