logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Mulher destrói o couro cabeludo fazendo o “cabelo de unicórnio”

 cabelo-de-unicocc81rnio

Ir ao salão de beleza às vezes pesa no bolso, mas a história da britânica Kirsty Weston serve de alerta para quem costuma descolorir e pintar os cabelos em casa. Na tentativa de mudar o visual, ela acabou perdendo boa parte do cabelo e danificou permanentemente o couro cabeludo.

A intenção era fazer o chamado cabelo de unicórnio, que mescla diversas cores, puxando para tons clarinhos. Segundo o Daily Mail, Kirsty resolveu seguir instruções que viu na internet e, para descolorir os fios, misturou água oxigenada de 40 volumes a peróxido de hidrogênio.

Quinze minutos após a aplicação, ela começou a sentir que seu couro cabeludo estava muito quente e logo depois notou que havia fumaça saindo da cabeça. “A dor era absurda e eu comecei a ficar tonta, como se fosse desmaiar. Aconteceu muito depressa. Eu sentia que estava quente, mas começou a ficar bem pior rapidamente. Fui lavar meu cabelo imediatamente, mas eu acho que já havia penetrado no couro cabeludo”, contou ela à publicação britânica.

Somente no outro dia Kirsty resolveu ir ao hospital, pois acordou com o rosto tão inchado que mal conseguia abrir o olho esquerdo. Lá, diagnosticaram que ela havia tido uma reação alérgica e o médico lhe receitou antibiótico.

Semanas depois, a moça continuava sentindo dores e voltou ao pronto socorro. Foi quando constataram que ela tinha queimaduras profundas na cabeça.

“Um cirurgião plástico veio me ver e quando eles levantaram o cabelo, boa parte do meu couro cabeludo se desprendeu da cabeça. Eu fiquei emocionalmente devastada. Disseram que eu precisaria ser operada no dia seguinte. Eles enfaixaram a minha cabeça e eu não podia pressionar o local, então tive que dormir sentada”.

 kirsty-weston-com-a-cabeccca7a-enfaixada

Isso tudo aconteceu em março e, desde então, ela já passou por outras cinco cirurgias. Na parte onde o couro cabeludo foi dilacerado, o cabelo jamais voltará a crescer naturalmente. Hoje, a britânica usa uma extensão capilar e está estudando a possibilidade de realizar outras cirurgias e de colocar um implante.

Depois do susto, a moça também se dedica a alertar outras pessoas. “Eu aconselho que as pessoas procurem um profissional que saiba o que está fazendo. Eu estava tentando poupar dinheiro, mas descoloração é um troço perigoso. Eu não fiz o teste cutâneo e eu sei que deveria ter feito, mas isso foi uma queimadura e não uma reação alérgica. A pele era sensível, o produto era muito forte e ficou quente demais, a ponto de queimar meu couro cabeludo”.

Fonte: MdMulher