logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Menstruação - 6 mitos e verdades

menstruacao-x-mitos59-thumb-570

Apesar de ser assunto recorrente na vida de uma mulher, a menstruação ainda gera muitas dúvidas - já que existem informações que são passadas de geração para geração, mas que nem sempre possuem uma explicação médica. Essas dúvidas ficam no consciente coletivo e, às vezes, por timidez ou outros fatores, não perguntamos para um profissional e a dúvida persiste.

Levando em conta que, em média, uma mulher menstrua 400 vezes na vida, o que não pode faltar sobre este assunto é informação. E quanto mais soubermos sobre o período menstrual, mais fácil fica contornar os incômodos causados por ele. 

Tem como engravidar menstruada? Na teoria, não é possível. Já que menstruação é a "descamação" do endométrio, camada que é preparada para receber a gestação. Porém, o corpo não é uma máquina exata. É sempre bom tomar medidas preventivas para evitar o risco. 

Mulheres que convivem menstruam ao mesmo tempo? 

Não é verdade. Cada pessoa tem seu corpo e suas manifestações são totalmente individuais. Isso não depende do convívio. 

Temos mais desejo sexual durante a menstruação?

Não é verdade. O período de maior desejo sexual é justamente o de ovulação que corresponde aproximadamente ao 14° dia do ciclo menstrual. Acreditamos que muitas pacientes tem mais prazer justamente por ficarem despreocupadas com o risco de engravidar.  

Faz mal se exercitar menstruada?

Não é verdade. Os exercícios físicos ajudam a controlar a dor das cólicas devido à liberação de hormônios de prazer como endorfinas. Além disso, promovem dilatação dos vasos ao diminuir a concentração no sangue de prostaglandinas. 

Mulheres virgens não podem usar absorventes internos?

Não é verdade. O hímen tem até 2,5 cm de abertura na puberdade e o absorvente interno até 1,9cm. 

Transar menstruada aumenta risco de contrair DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis)?

Não é verdade. Exceto quando a mulher é portadora do vírus HIV, pois o sangue menstrual contém vírus, o que pode aumentar o risco de transmissão. Fazer sexo sem proteção adequada, menstruada ou não, é o que aumenta o risco de contrair qualquer doença sexualmente transmissível.

Por Lívia Duarte