logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Notícias &... de Joseane Paula Steffens

textossite

Nesta época do ano, completo dois anos no meio da comunicação! Muito feliz com isso lembro perfeitamente de quando fui abordada na rua por um senhor que me pediu instigante se eu teria interesse de trabalhar em uma rádio. Tudo começou no meio comunitário... Em Nova Boa Vista existe uma emissora comunitária, e foi assim, iniciei minha caminhada bem tímida, mas otimista. E assim as oportunidades foram crescendo, se abrindo, coisas foram mudando, salário aumentado e com tudo isso de bom também à rotina e a hora de serviço diária, semanal e mensal. Até que chegou a hora de um inesperado telefonema, e sim, um teste foi marcado para uma possível entrada ao grupo simpatia de comunicação. Isso anunciava a mim um crescimento profissional, me lembro de que no dia em que fiz o teste, estava com a boca cheia de aftas e com uma trágica inflamação na garganta, mas sim, embora estes percalços hoje aqui estou contando para você que faço aniversário de 2 anos neste ramo tão especial que é a comunicação!

Fico emocionada ao lembrar que não estou mais em casa com meus pais, e que não acompanho diariamente o crescimento de minha caçulinha, mas também me orgulho, pois penso nossa como eu consegui tantas coisas e conquistas em tão pouco tempo de vida! Afinal só tenho 17 anos, mas sabe que isso também dói, porque isso significa que a parte da sonhada curtição ficou de lado, sempre tive objetivos muito claros, e que sempre coloquei em frente a situações que seriam “normais para minha idade”, quando tinha 15 anos comecei uma vida profissional no meio rádio (sempre foi um grande sonho), mas minha experiência salarial vem de muito antes, aliás, sempre muito ambiciosa almejei desde cedo minha independência, o que eu não sou diferente atualmente, mas o que importa é minha profissão, que está me rendendo bons frutos, não só aqueles que a gente escreve no currículo, mas grandes vitórias emocionais e familiares. Então por isso, ás vezes me sinto estranha, quase que como uma “jovem velha”. Sinto saudades enormes dos meus pais, ainda bem que existe telefone, facebook e watthsapp, mas nada disso consola o toque, o carinho, o afeto do tato, nem os momentos de puxões de orelha escapam deste paradigma que se chama saudade.

Eu passei a ter uma rotina diferente, não saio tanto, procuro aproveitar o máximo de tempo com minha família, também valorizo os momentos de lazer, mas de forma peculiar, fico muito estressada quando tenho que esperar 15 minutos por que, minha vida passou a se medir em blocos de 15 em 15 minutos, e quando temos o tempo medido por algo que é preciso em nossos programas de rádio, nos damos conta do quanto ele voa, e de que ele não volta mais, aquilo que passou então já é história. E 15 minutos que não são aproveitados, são realmente um tempo que morreu, de uma hora são 15 minutos a menos e que só sobra 45 para se divertir e tomar aquele mate com o pai e a mãe! E isso não é drama, é a minha realidade. Ano passado quando vim para Chapada confesso que não pensei que poderia sofrer tanto com a falta do pai e da mãe, das brigas com a mana, dos doces e papos com o vô e a vó, inclusive dos meus bichos do Thompson, do Marley (que nos deixou) da Lily (que nos deixou), do Baio, do Tostado (que também já nos deixou) e agora do Cigano que integra a família dos bichos!

Sabe não imaginei no 1º momento que minha formatura de ensino médio seria com pessoas estranhas que eu teria convivido somente por 3 meses restantes de aula, mas que agora fazem parte da minha roda de amigos, não imaginei que teria os almoços roubados para sempre, as jantas esmagadas.

Mas sabe os sonhos da gente não obedecem à razão da saudade, porque apesar disso, da saudade, tenho planos de ir para o exterior conhecer a Alemanha e Paris, e sim, são coisas que eu vou fazer assim que eu estiver bem engajada no curso de Jornalismo pela UPF, aliás, eu já faço o que amo, e tem coisas que faculdade nenhuma ensina só a vida! Valorize o seu tempo, valorize sua família e sua comunidade!

Notícias &... de Joseane Paula Steffens na edição do dia 24 de abril do ABCNotícias.