logo fm91 logo 1500am whats-radio9

PLANTAS MEDICINAIS

Estudo sobre plantas medicinais

As turmas do 4º e 5º Anos da EMEF Bento Gonçalves estão realizando estudos sobre as Plantas Medicinais, seus benefícios e maneiras de usa-las para obtermos um bom aproveitamento das plantas em prol de nosso bem estar. Alguns conhecimentos estudados sobre as Plantas Medicinais.

Diversas maneiras de preparar os chás

Os especialistas orientam que os chás devem ser ingeridos para prevenir o organismo contra enfermidades, pois atua fortalecendo o organismo humano, causando alívio ao aparelho digestivo e suas funções principais. 

No entanto, vale ressaltar que qualquer tipo de chá com função terapêutica deve ser consumido somente sob prescrição médica ou orientação de um profissional de nutrição. Os chás podem ser preparados de diversas maneiras, algumas já bem conhecidas, outras nem tanto:

• Infusão: O método mas conhecido, consiste em colocar água fervendo sobre as ervas, deixando-as em repouso, e abafando-as por cerca de dez minutos para consumi-lo posteriormente.

• Decocção: Nesse método, as ervas são colocadas em um container com água fria, e depois são fervidas por cerca de dez minutos. Após esse processo, elas devem ser coadas para consumo.

• Maceração: Nesse processo, as ervas ficam de molho na água fria por cerca de doze horas, para que as vitaminas e os sais minerais sejam preservados.

• Cataplasma: As plantas são socadas ate formarem uma papa, para ser colocada ,na região onde a pessoa está sentindo dor, entre dois panos, frios ou quentes.

• Banhos: A hidroterapia difunde muito os banhos de ervas, que sempre apresentam bons resultados paras as pessoas, como relaxamento, por exemplo.

Recomendações para consumo de chás

De acordo com especialistas em fitoterapia, nem todas as ervas que são utilizadas para os chás são benéficas, Algumas até apresentam contraindicações, por isso alguns cuidados são essenciais na hora consumí-los, a saber:

• Os chás utilizados com fins terapêuticos, só devem ser ingeridos por orientação de um especialista

• As ervas adquiridas nunca podem ser de procedência duvidosa, com as vendidas em feiras, pois podem estar infectadas com bactérias ou fungos, que trarão riscos à saúde da pessoa;

• Após o preparo do chá, ele deve ser consumido em até doze horas;

• O ideal é obter os chás em farmácias de manipulação ou lojas especializadas, para garantir que a origem é confiável;

• A quantidade ingerida deve ser cuidadosa, pois se ingerido em altas doses pode promover complicações ao organismo do indivíduo, e em casos mais graves, provocar até intoxicação.

Na escola está sendo desenvolvido o Projeto sobre Saúde, onde contamos com a colaboração através de palestras, conversa interativa e auxílio sobre assuntos referentes ao cuidado com nossa saúde. Interagiram com os alunos da escola a naturalista, Cristina de Mello, que explanou sobre a importância do uso dos chás, de aproveitar tudo o que a natureza nos oferece, a nutricionista Simone Polla que retratou sobre a Pirâmide Alimentar, a extensionista da EMATER Terezinha Fusiger falou sobre os chás e seu preparo e auxiliou na construção do relógio de chás, o triatleta Anselmo de Souza que conversou sobre os cuidados com a saúde que um atleta deve ter, sobre ganhar x perder além de trazer uma réplica da tocha Olímpica da última Olímpiada que aconteceu no Brasil. Entre outros parceiros que ajudam e auxiliam a escola.

 Fonte: PM ATS