logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Será julgada na tarde desta segunda-feira (22) pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-RS), em Porto Alegre, o pedido de exceção da verdade — recurso específico para ações de crime contra honra — do processo movido pelo promotor Ricardo Lozza contra pais de vítimas da Kiss. O presidente da Associação de Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Sérgio Silva, e o vice-presidente Flávio Silva, são alvo da ação de Lozza por calúnia e difamação.

O pedido feito pela defesa de Flávio, para provar que o conteúdo dos cartazes era verídico, será julgado pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça, pois Lozza tem foro privilegiado. 

Em abril de 2015, Sérgio e Flávio afixaram cartazes com a foto de Lozza acompanhada do texto "O MP e seus promotores também sabiam que a boate estava funcionando de forma irregular." 

ZERO HORA