logo fm91 logo 1500am whats-radio

EDUCAÇÃO - Novo ensino médio flexibiliza currículo e incentiva turno integral

21110892

 

    O presidente Michel Temer e o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciaram na tarde de quinta-feira (22) as mudanças previstas para o ensino médio nas escolas de todo o país. Segundo o governo, as alterações ocorrem por meio de uma medida provisória para agilizar a implementação, já que um projeto que trata do tema tramita há três anos no Congresso Nacional.

    O novo modelo começa a ser adotado em 2017, e a expectativa é ter 500 mil jovens estudando na jornada integral até 2018 - mais do que o dobro do número atual. O investimento será de R$ 1,5 bilhão em dois anos.

 

Conheça as mudanças:

Carga horária: a carga horária atual de 800 horas anuais será gradualmente ampliada para 1.400 horas (turno integral) em metade das escolas de ensino médio. 

Currículo flexível: o currículo será composto pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e por conteúdos específicos, focados em cinco áreas: linguagens, matemática, ciências humanas, ciências da natureza, e formação técnica. Hoje são 13 disciplinas distintas. A Base Nacional preencherá 1.200 horas (de um total de 2.400), as demais serão livres para definição das redes de ensino.

Formação técnica: o novo ensino médio vai prevê formação técnica profissional, com aulas teóricas e práticas dentro do programa regular. Além da Base Comum, os alunos poderão escolher áreas específicas do seu interesse para cursar.

Incentivo ao turno integral: programa que começará no início de 2017 prevê incentivo de R$ 2 mil por aluno para escola que adotar o sistema. Para isso é preciso que a instituição tenha no mínimo 400 estudantes. Serão investidos R$ 1,5 bi em dois anos.

 

INFORMAÇÕES/FOTO: GAÚCHA