logo fm91 logo 1500am whats-radio9

ECONOMIA - Postos de combustível não baixaram preços de gasolina e diesel

ainda nao houve diminuicao no preco do combustivel nos postos de maceio nesta segunda 18

O efeito da redução do preço da gasolina e diesel nas refinarias da Petrobras não foi notado nesta segunda-feira (17) pelos consumidores em boa parte dos postos de combustíveis no país. Em Minas Gerais, houve aumento de preços, devido à alta do etanol.

A Petrobras anunciou na sexta-feira (14) a redução do preço do diesel em 2,7% e da gasolina em 3,2% nas refinarias. Esses preços entraram em vigor a partir da zero hora de sábado (15).

Segundo os distribuidores, os postos de gasolina começariam a repassar a redução do preço da gasolina e diesel para as bombas a partir desta segunda-feira (17). O percentual, no entanto, pode não ser necessariamente o mesmo, uma vez que o valor do combustível nas bombas é uma decisão individual de cada posto.

Um dos sindicatos, da região de Campinas (SP), prevê inclusive um possível aumento nos preços puxado pela alta do etanol. O preço do etanol hidratado subiu em 18 capitais na semana encerrada em 15 de outubro.

Em várias capitais, os consumidores não notaram queda dos preços nas bombas. 

Nos últimos 12 meses até setembro, a gasolina subiu mais que a inflação. O aumento  acumulado foi de 9,77%, maior que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que foi de 8,48%.

O preço da gasolina varia bastante entre os estados. Levantamento do G1, a partir de dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostra que o preço médio mais caro do litro da gasolina na primeira semana de outubro era em Rio Branco, no Acre: R$ 4,085. O mais barato era em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul: R$ 3,296. A diferença de preços entre o mais alto e o mais baixo chega a 19,3%.

Veja o impacto da redução dos preços nas refinarias nos estados do sul do País.

Paraná

Em Curitiba, os donos afirmam que ainda não sabem quando os valores devem baixar. Em postos da capital os preços continuavam os mesmos de antes do anúncio da redução. Segundo o último levantamento da ANP, na semana de 9 a 15 de outubro, o preço médio da gasolina nos postos de gasolina de Curitiba foi de R$ 3,57.

Rio Grande do Sul

Em Porto Alegre e na Região Metropolitana o novo valor reduzido dos combustíveis ainda não foi repassado para o consumidor. Na capital gaúcha, o preço cobrado nas bombas ainda era de R$ 3,85, próximo do valor médio registrado na cidade entre os dias 10 e 15 de outubro, segundo a ANP.

De acordo com Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de combustíveis e Lubrificantes do Estado do Rio Grande do Sul, ainda não se sabe qual deve ser o impacto nas bombas, uma vez que o novo valor depende do preço cobrado nas distribuidoras, a partir do momento em que os estoques forem renovados.

Santa Catarina

Apesar da previsão inicial de que postos do país começariam a repassar, a partir desta segunda-feira (17) a redução do preço da gasolina e do diesel anunciada pela Petrobras, sindicatos do setor afirmam que em Santa Catarina a mudança não deve ser sentida na gasolina pelo consumidor, pelo aumento do valor do etanol pela entresafra da cana de açucar.

 Fonte: G1