logo fm91 logo 1500am whats-radio9

ÍDOLO COLORADO - Juiz extingue punição a piloto do acidente que matou Fernandão

fernandohelicoptero

A Justiça declarou extinta a punibilidade do piloto Milton Ananias, condutor do helicóptero que caiu e matou, além dele, o atacante Fernando Lúcio da Costa, de 36 anos, conhecido como Fernandão, e outras três pessoas. A decisão é do juiz Nickerson Pires Ferreira, da Comarca de Aruanã, no noroeste de Goiás, onde ocorreu o acidente.

De acordo com o magistrado, um laudo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) concluiu que a queda se deu por falha humana e não mecânica. Neste caso, segundo ele, "a provável causa do acidente foi a desorientação do piloto, situação que o levou a atuar nos comandos de voo de forma inadequada”.

Apesar disso, como Milton, que era coronel aposentado da PM, também foi uma das vítimas, o Ministério Público (MP) solicitou a exclusão da culpa do piloto, o que foi aceito pelo Judiciário.

O acidente aconteceu no dia 7 de junho de 2014. Também morreu no acidente Antônio de Pádua, conhecido como Bidó, primo do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSBD), Edmilson de Sousa Lemes, cabo da PM e presidente da Câmara Municipal de Palmeiras de Goiás e Lindomar Mendes Vieira, funcionário da fazenda.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, Fernandão estava com mais quatro pessoas em um acampamento às margens do Rio Araguaia, a cerca de 12 km do Centro de Aruanã, onde ele tinha uma fazenda.

Em uma das últimas imagens do ex-atleta, que foi publicada por um amigo nas redes sociais, eleaparece passeando de lancha ao som da música “Aqueles Olhos”, interpretada pela dupla sertaneja Leandro e Leonardo.

Carreira
Fernandão nasceu em Goiânia e iniciou a carreira nas categorias de base do Goiás Esporte Clube. Entre os anos de 1995 e 2001, conquistou cinco campeonatos estaduais, duas Copas Centro-Oeste e um Brasileiro na Série B, sempre na posição de meia.

Depois, seguiu para a Europa, onde jogou pelo Olympique de Marselha e Toulouse, na França, quando passou a atuar como atacante. Ele também jogou no Al-Gharafa, do Catar. Em 10 de julho de 2004, ele estreou com a camisa do Internacional em uma partida contra o Grêmio, quando foi o responsável pelo milésimo gol da história do clássico GreNal. No Colorado, Fernandão ainda foi o capitão do time nas conquistas da Libertadores e Mundial de 2006. Em 2009 o atacante retornou ao Goiás e depois se transferiu para o São Paulo.

Ele se aposentou em 2011, quando estava no Tricolor Paulista. Passou, então, a participar da diretoria do Internacional e, mais tarde, assumiu o posto de treinador do clube. Recentemente Fernandão estreou como comentarista no SporTV, onde participaria da cobertura da Copa do Mundo.

Fonte: G1