logo fm91 logo 1500am whats-radio9

CRIMINALIDADE - Após ter bolsa roubada, idosa recebe bilhete com pedido de desculpas

ladrao2

Depois de ter sido assaltada em um ponto de ônibus, uma idosa de 75 anos, que reside em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, Rio Grande do Sul, foi surpreendida ao receber um bilhete do autor do roubo. No papel, ele pediu desculpas, justificando que é usuário drogas e cometeu o crime para não ser morto por traficantes.

Por volta das 8h de domingo (23), Balbina Nunes Machado esperava um ônibus nas proximidades de seu condomínio, quando foi abordada: "Ele chegou e ficou de pé por um tempo na parada... Comentou comigo que ônibus demorava muito no final de semana... Puxou a minha bolsa, derrubou uma faca e saiu correndo", lembra.

"Ele estava com uma faca, que caiu no chão quando ele foi embora correndo. Mas ele não usou a faca... Um dos meus dedos ficou sangrando pela forma com que ele puxou a bolsa", completa dona Balbina, que retornou ao condomínio, avisou os filhos e os guardas sobre o que havia ocorrido.

A idosa foi levada pelos filhos até um posto de saúde para ser examinada e fazer um curativo no dedo. Ela sofre de pressão alta e é diabética.

Na segunda-feira (24), a família encontrou um sacola ao lado do muro, na parte interna do condomínio onde mora. Dentro da embalagem, havia os documentos e as chaves da casa de Balbina, além de uma carta do assaltante.

A bolsa, o celular e a carteira com dinheiro não foram devolvidos.

O autor do roubo escreveu na parte de frente da embalagem de cigarros: "Eu espero que a senhora me perdoe por isso, mas não sei como agradecer… Pela vida que me 'deu um mil perdão'."

Na outra parte da embalagem, ele continuou: "Minha senhora, me desculpe por te roubar, eu não sou ladrão. Tive que fazer isto, porém eu te agradeço por salvar a minha vida. Sou um usuário droga e fiquei devendo para os traficantes e eles iriam me matar ao 12º dia se não conseguisse o dinheiro. Sou grato pela senhora. Pense seu filho no meu lugar, o que faria por ele. Obrigado."

Após receber a sacola com os pertences e ler o bilhete, Balbina disse que ficou surpresa e se questionou de diversas maneiras: "A gente fica um pouco atormentada... Como ele jogou a sacola pra dentro do condomínio? Será que é alguém conhecido? Talvez troque de roupa... Eu estava até comentando com a minha vizinha... Ele pediu desculpas, queria perdão... A gente até parece que fica com pena".

Segundo a idosa, dois policias foram chamados até o condomínio, logo após o assalto, e a ajudaram a registrar ocorrência.