logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Hospital São José recebe diversas melhorias

DSC01067

Aparelho de Ultrassonografia

 Mayara iniciou falando das dificuldades que enfrentou ao assumir a administração do HSJ. “Uma das dificuldades que enfrentei foi separar o Hospital da política. Quando assumi, deixei claro que a partir de 1° de fevereiro de 2017 o partido do HSJ seria a saúde e a população chapadense. Por ser uma vontade de toda a comunidade e também do conselho administrativo da instituição, creio que conseguimos somar os esforços e influência de todos, de modo que hoje, toda a ajuda e contribuição é bem-vinda, desde que, evidentemente, agregue ao crescimento do Hospital”, contou ela.

Outra dificuldade, talvez a maior de todas, e esta a comunidade pôde acompanhar mais de perto, foi com relação a renovação do alvará do hospital geral, junto a vigilância sanitária e ao Governo do Estado, pois estava vencido desde dezembro de 2016. “De fato, quando assumi, estávamos funcionando sem os devidos alvarás. O grande desafio foi, sem dúvidas, mostrar que tínhamos e temos planos para que o Hospital cresça e ofereça cada vez mais serviços de qualidade para Chapada. Foi necessário mostrar que faríamos mais que o trivial. Assim, junto ao presidente Dejalmo Steffler, assumimos múltiplos compromissos para este e para os próximos anos, dentro os quais, alguns já colocamos em prática, como a aquisição do elevador que irá interligar todos os andares (estará em funcionamento dentro de 8 meses); a construção da Central de Material e Esterilização (CME), até então considerada inexistente pelos órgãos reguladores; a reforma total da farmácia, e seu devido alvará de funcionamento; a substituição de todo o mobiliário da cozinha, por móveis de inox; reforma da central de resíduos hospitalares; regularização da agência transfusional do hospital. Foi necessário também, trocar todo o forro e as divisórias que eram de madeira, por PVC e gesso, além da instalação de pias, torneiras eletrônicas e telas milimétricas nas janelas”, falou Mayara.

Ainda sobre as dificuldades, ela comentou que, logo no início, percebeu junto ao corpo clínico que era muito complicado o encaminhamento de pacientes do SUS para hospitais maiores e com mais recursos, pois o HSJ não possuía convênio para tal. Como exemplo, a administradora referiu que, alguns pacientes aguardavam mais de 10 dias, até conseguir uma cirurgia ou outro atendimento especializado. Para resolver isso, a direção e administração do hospital, entrou em contato com diversas unidades de saúde, e entendeu que a parceria com o Hospital Santo Antônio de Tenente Portela, seria a mais adequada para aquilo que necessitavam. Após algumas reuniões e viagens, os poderes Executivo e Legislativo de Chapada aderiram a ideia e firmaram o convênio.

Ainda sobre as melhorias que foram realizadas no São José, Mayara citou:
- Instalação de circuladores de ar nos quartos do SUS;
- Colocação de televisores, parabólicas e cortinas novas em todos os quartos;
- Construção de um refeitório adequado para os funcionários;
- Lancheria interna disponível para pacientes e acompanhantes;
- Foi realizada a pintura interna de alguns setores; aguardando o término das reformas para terminar todo o interior.
- Aquisição de novos leitos automáticos e manuais.

No que tange aos serviços, a administradora citou que, em parceria com o médico Douglas Dellai foi implementado o serviço de ultrassonografia, com um aparelho com tecnologia de ponta, que está disponível 24 horas, 7 dias por semana para casos de urgência e emergência; e também falou que hoje o HSJ é Referência Ambulatorial em Cardiologia para os 26 municípios da 15ª Coordenadoria de Saúde, sendo o médico Tobias Sato o responsável pelos atendimentos, agendados previamente, via SISREG.

Quanto aos projetos futuros, Mayara disse que o serviço de endoscopia digestiva, está em fase de viabilização, com projeto arquitetônico já enviado à Vigilância Sanitária, aguardando somente sua aprovação para o início das obras; disse ainda que irá aprimorar e inovar os serviços no setor de diagnósticos, mas preferiu não revelar por ora, dizendo que assim que tiver mais novidades, será divulgado no ABC.
Questionada sobre o Bloco Cirúrgico do Hospital, Mayara disse que finalmente os projetos foram todos aprovados pela Caixa Econômica Federal, e que em breve, iniciarão a fase de licitação da obra.

Sobre os recursos que mantém a Instituição, ela falou que a Sociedade Beneficente Hospital São José sobrevive basicamente de recursos vindos do Governo do Estado, União e Município, além das Emendas Parlamentares que, quando destinadas ao hospital, viabilizam a aquisição de equipamentos e pagamento de fornecedores. O Hospital recebe também recursos através da Campanha Troco Amigo do Coagril Supermercado, da contribuição da população na conta de luz através da Eletrocar e dos pacientes particulares e convênios.
Para finalizar, a Diretora Administrativa agradeceu os funcionários, que mesmo com todas as dificuldades e mudanças, se mantiveram firmes em suas funções, acreditando em seus ideais. Agradeceu ao presidente Dejalmo e ao conselho de administração, pela confiança nela depositada neste período, ao poder Executivo e Legislativo, que sempre que necessário atenderam suas solicitações e demandas. Aos médicos que sempre estão juntos na luta por melhorias e aprimoramento e por fim, à toda a população que colabora com o HSJ, sendo numa palavra de incentivo, seja em uma crítica construtiva ou em um momento festivo, como foi na festa dos 67 anos do Hospital.

Para finalizar, Mayara informou, que está prevista ainda para os próximos dias a pintura externa do Hospital.
Durante a semana a redação do ABC recebeu matéria do Governo do Estado sobre o repasse de recursos para os hospitais, sobre isso, Mayara comentou que foi recebido na quarta-feira, 7, o valor dos repasses atrasados de outubro, novembro e dezembro de 2017. Estes serão utilizados para pagamento de compromissos assumidos durante o ano, e melhorias no atendimento.

DSC01088DSC01092

Farmácia após a reforma

Fonte: Jornal ABCNotícias