logo fm91 logo 1500am whats-radio

Atlântico é campeão da Superliga

ATLANTICO

Galo conquista mais um título na temporada ao derrotar o Moita Bonita e garantir o terceiro título nacional na temporada

 

O Atlântico/APTI/URI Erechim é campeão da Superliga de Futsal. O título inédito na história do clube veio neste domingo, 15 de dezembro, com a vitória sobre a equipe Moita Bonita, na cidade de Aracaju, no estado de Sergipe, que recebeu a competição na última semana. Num jogo de muitos gols, o Galo erechinense venceu de forma dramática a partida.

No tempo normal, empate em 5 a 5. Já na prorrogação, o time virou em 2 a 1 nos 10 segundos finais. Porém, faltando 3 segundos, o Galo chegou a um novo empate e garantiu a conquista da Superliga.
Fim de jogo e muita festa dos jogadores, comissão técnica e direção. “Este time mereceu, principalmente pela forma como foi. A gente passou uma semana aqui com eles e notamos a união de todos, estão sempre juntos, na mesma determinação. Acho que esta conquista premiou a melhor campanha. Este título é também para nosso torcedor, mais um grande título no ano”, salientou o diretor de futsal Aljocir Berticelli.

A emoção também tomou conta da delegação no final da partida. “Parabéns para toda a equipe, para nós, esta temporada certamente vai ficar marcada na história do Atlântico. São cinco competições, quatro finais. Este grupo é merecedor, tivemos erros sim no jogo, mas valeu pela reação”, acrescentou Bagatini.

Keké marcou o gol final na prorrogação, empatando o jogo, resultado que garantiu o título ao Galo. “Fico feliz, fui abençoado e contratado para isso. Sempre falei que este time foi feito para vencer”, disse emocionado.
O goleiro Gaúcho, de ótimas defesas na partida final, reconheceu as dificuldades diante do Moita Bonita. “Foi um jogo difícil, a gente chegou a estar vencendo por 4 a 0, e todos estão de parabéns, pois não desistiram, até o último segundo todos lutando. O título é nosso”, vibrou.

O treinador Cigano estava feliz pela conquista. “Este grupo não merecia perder o título, por todo o trabalho. A gente teve um desgaste muito grande no jogo das semifinais, tivemos uma queda na segunda etapa de hoje (domingo), mas ninguém desistiu”, frisou. Elton elogiou a atitude do treinador no final do jogo. “Quando levamos o segundo gol, ele imediatamente, mesmo faltando apenas 10 segundos, colocou goleiro linha, acredito e deu certo. Todos estão de parabéns e o Cigano também tem responsabilidade grande sobre esta conquista”, frisou.

Para o diretor de futsal, Cladir Dariva, o título coroa o trabalho de longos anos feito pelo Departamento de Futsal do Clube. “Ratifica o trabalho, a união deste grupo”, encerrou.

 

ATLANTICOITNINHO

Chapadense Tininho, Josué Hoff Assis, conquistou mais um título pelo Galo

 

O jogo final da Superliga

O título era inédito para ambos os times em quadra. O Atlântico vem de uma temporada de importantes conquistas como a Taça Brasil e a Liga Sul e ainda está na decisão do Campeonato Gaúcho de Futsal. E logo à 1 minuto de jogo em Sergipe, o Galo mostrou porque queria colocar mais uma taça na sua sala de troféus. Bagatini chegou na linha de fundo e cruzou para Keké desviar e abrir o placar diante do Moita Bonita.

Aos 5 min, o próprio Keké recebe na direita e chuta cruzado. A bola ainda desviou na defesa, mas entrou e o time conseguia ampliar a vantagem no placar. Aos 7min23, Tininho recebeu dentro da área e tocou de lado para Rafael chutar e fazer o terceiro gol dos erechinenses.

A vantagem do Atlântico só aumentava. Aos 14min25, Camargo recebeu na frente e chutou. O goleiro Rogério fez defesa parcial e na volta o mesmo Camargo aproveitou para fazer o quarto gol do Atlântico. O Moita até reagiu ao final do primeiro tempo. Aos 15min06, Hiltinho marcou e logo em seguida Bebeto fez o segundo. Porém, aos 18min48, Keké recebeu cobrança de escanteio, feita por Galo, e chutou sem chances para Rogério: 5 a 2. Cobrando tiro livre e fechando a série de gols na primeira etapa. Já aos 19min04, Pita fez o terceiro do Moita.

Na segunda etapa, gols apenas do Moita Bonita. À 1min52, Bebeto fez o quarto gols dos sergipanos e mais tarde aos 5min35, Cris garantiu o empate no placar. Depois de uma etapa de muitas chances para os dois times e boas defesas dos goleiros, a decisão acabou mesmo na prorrogação.

 

Prorrogação emocionante

No tempo extra o Galo tinha a vantagem de poder empatar para ser campeão. Ampliou a vantagem logo aos 40 segundos quando Rafael recebeu na esquerda, e de pé direito chutou forte, no alto, fazendo um lindo gol para o time gaúcho.

O Moita no entanto foi buscar o empate, à 1min25 da segunda etapa, com Neto cobrando pênalti. O grande susto para o torcedor do Atlântico veio aos 10 segundos do final quando Pita recebeu na área e de cabeça virou o placar para o time sergipano.

O resultado garantia o título ao Moita. Na volta do jogo, a bola saiu para lateral em favor dos erechinenses. Na cobrança, Zico chutou e no caminho ao gol Keké desviou empatando o jogo em 2 a 2 a três segundos do final. E foi só, festa erechinense que conquistou mais um título em 2013.

Essa foi a terceira conquista nacional do time erechinense nesta temporada. Antes, em março, o time havia vencido a Taça Brasil e em agosto, a Liga Sul. Além disso, o Atlântico tem ainda o título do Torneio de Verão, disputado em Rio do Sul – Santa Catarina.

 

Delegação chega nesta segunda e começa preparação para final do Gauchão

A delegação do Atlântico chega à Erechim nesta segunda-feira. O grupo terá pouco tempo de folga, pois na próxima quinta-feira, dia 19, faz o primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho diante da ACBF.

A partida acontecerá em Erechim, a partir das 19h. O segundo jogo será no sábado, dia 21, em Carlos Barbosa. Os ingressos para a partida em Erechim já estão a venda e até esta terça-feira, dia 17, tem valores promocionais em R$ 10,00 para sócios do Clube e R$ 15,00 para não sócios.
Na quarta e quinta, e também no horário da partida, os valores serão de R$ 15,00 para sócios e R$ 20,00 para não sócios. Os bilhetes podem ser encontrados nas secretarias Social e Esportiva do Atlântico.

 

FONTE: ATLÂNTICO E RÁDIO SIMPATIA