logo fm91 logo 1500am whats-radio9

Duelos complicados e longe de casa para Grêmio e Atlético-MG

libertadores

 

A semana de Copa Libertadores será atípica: quatro confrontos das oitavas de final terão os seus jogos de ida, enquanto outros dois já definirão os primeiros classificados para as quartas de final da competição.

Nacional de Medellín x Atlético Mineiro jogam, as oitavas de final - partida de ida -, nesta quarta-feira (23), 20h (horário local), no Estádio Atanásio Girardot, na Colômbia

A possibilidade de eliminar o campeão continental de 2013 é uma motivação a mais para o Nacional de Medellín, clube que trata a Libertadores como uma verdadeira obsessão. O desafio não é pequeno para uma equipe que, depois de vários anos longe do sucesso, vem se acostumando novamente a brigar por coisas importantes. Confiança há de sobra: o time acaba de emplacar a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Colombiano.

O Atlético chegou à Colômbia com Ronaldinho garantido, mas tendo como dúvida o atacante Jô. Além disso, duas baixas importantes estão confirmadas na equipe mineira: Josué e Dátolo. A estatística favorece o campeão do ano passado, que ainda não perdeu como visitante na competição e enfrenta um adversário que não vence há dois jogos em casa — um empate com o Nacional de Montevidéu e uma derrota para outro time brasileiro, o Grêmio.

Libertadores 2013

No dia 24 de julho de 2013, o Atlético Mineiro disputava o título de campeão da Libertadores com o Olímpia, do Paraguai, e foi lá no estádio Mineirão, que o time dono da casa venceu por 2x0.

E o que mais?

O Vélez Sarsfield, habitual candidato ao título nos últimos anos, entra como favorito no seu confronto diante do Nacional de Assunção. A equipe de José Flores, campeão continental como jogador pelo próprio time argentino em 1994, foi a de melhor campanha de toda a fase de grupos. Porém, acumula quatro derrotas consecutivas pelo campeonato Nacional. Ao Vélez sobra experiência, um fator que pode ser importante diante dos paraguaios: a equipe guarani disputará as oitavas de final da Libertadores pela primeira vez na sua história.

Um prognóstico bem mais complicado é o do cruzamento entre o campeão argentino San Lorenzo e o Grêmio, vice-campeão brasileiro e segundo melhor time da fase de grupos. A Libertadores é quase uma obsessão para o time do Papa Francisco, sobretudo após a milagrosa classificação para as oitavas de final. Até o momento, o grande trunfo tem sido o de jogar em casa: em Buenos Aires, a equipe conquistou sete dos oito pontos obtidos na etapa inicial da competição. No entanto, o time gaúcho está invicto no torneio e obteve duas vitórias e um empate nos três jogos disputados fora de Porto Alegre, apesar de acumular dois duros tropeços (um na final do Campeonato Gaúcho para o rival Inter e outro para o Atlético Paranaense na abertura do Campeonato Brasileiro).

Igualmente equilibrado é o duelo entre o Arsenal, melhor vice-líder da fase inicial, e a Unión Española. A equipe de Sarandí, penúltima colocada no seu campeonato Nacional, demitiu o técnico Gustavo Alfaro e contratou para o seu lugar Martín Palermo, duas vezes campeão da Libertadores como jogador do Boca. O time confia em manter a sua campanha impecável como mandante: foram três vitórias em três jogos, e nenhum gol sofrido.

Os chilenos, que terão de volta o armador Cristian Chávez, mantêm um bom retrospecto contra argentinos. Nesta Libertadores, a equipe fez quatro dos seis pontos que disputou contra o San Lorenzo. Além disso, não perdeu nos três jogos que fez como visitante (uma vitória contra o Botafogo e dois empates).

Em relação aos jogos de volta, o Lanús está em vantagem diante do Santos Laguna. Na partida de ida, em casa, a equipe Argentina obteve uma dramática vitória por 2 a 1. O atual campeão da Copa Sul-Americana só conquistou um ponto em três jogos fora de casa. Porém, tem a vantagem de jogar por dois dos três resultados possíveis para chegar pela primeira vez às quartas de final. Por outro lado, os mexicanos têm sido implacáveis em Torreón, com três vitórias em três jogos, oito gols a favor e apenas um contra, e se repetirem qualquer um dos resultados que conseguiram em casa até agora avançarão e superarão a campanha que realizaram em 2004.

O primeiro classificado para as quartas de final, no entanto, será conhecido nesta terça-feira (22), quando o Bolívar receberá o León em La Paz após um valioso 2 a 2 obtido no México. Os dois times também se enfrentaram na fase de grupos. Este será o quarto confronto entre ambos em dois meses. Os bolivianos venceram um e empataram dois desses jogos. Um dos empates foi por 1 a 1, no Estádio Hernando Siles, onde as equipes se enfrentarão nesta semana.  A má notícia é que o Bolívar vem de derrota no clássico com o Strongest pelo Campeonato Boliviano.

Para ficar de olho

Mauro Zárate (Vélez Sarsfield)

Jogador de 27 anos formado pelo próprio Vélez, Zárate tem passagem por clubes de Inglaterra e Itália. É o artilheiro da sua equipe na temporada, com 12 gols marcados em 24 jogos. No entanto, ainda não deixou o seu nesta Libertadores. Será que ele quebra o jejum diante do Nacional? 

O número

Quatorze são os anos que se passaram desde que o Bolívar chegou pela última vez às quartas de final. A equipe boliviana é a quinta que mais vezes participou da Libertadores. Desde 2000, quando foram eliminados pelo América do México, os bolivianos disputaram dez edições. No entanto, neste tempo, se classificaram apenas uma vez para as oitavas de final, em 2012.

O que eles disseram

"O Arsenal é um adversário muito complicado. Vi o jogo contra o Lanús, e a atuação foi muito boa. A mudança de técnico fez muito bem ao time, que tem atitude, não se dá por vencido e é forte na bola parada. Temos de ter muito cuidado." Cristian Chávez, meio-campista da Unión Española 

Os jogos da semana:

Terça-feira (22)

Bolívar (BOL) vs. León (MEX)

Quarta-feira (23)

Nacional (PAR) vs. Vélez Sarsfield (ARG) San Lorenzo (ARG) vs. Grêmio (BRA) 

Quinta-feira (24)

Arsenal (ARG) vs. Unión Española (CHI)

Atlético Nacional (COL) vs. Atlético Mineiro (BRA) Santo Laguna (MEX) vs. Lanús (ARG)

 

FONTE: PORTAL BRASIL