logo fm91 logo 1500am whats-radio

SÉRIE OURO - Atlântico conquista tricampeonato

Atlântico vence a ACBF de virada, e no mesmo palco do primeiro título, 

conquista o tricampeonato Gaúcho de Futsal

Em um sábado de muita tristeza pelo velório de 71 pessoas que perderam a vida no trágico acidente do voo da Chapecoense, a noite não poderia terminar de outra forma. Em Carlos Barbosa, muitas homenagens às vítimas durante a realização do jogo da final do Campeonato Gaúcho de Futsal – Série Ouro entre Atlântico Erechim e ACBF.

E na quadra, parece que o destino seria homenagear a Chape com um título do time que jogou de verde, que tem o verde em seu uniforme, na sua história. O Atlântico venceu de virada a ACBF por 2 a 1 e conquistou o tricampeonato do Estadual.

Uma festa que teve um tom de alegria e também de recordação e saudade pelo que cada vítima da tragédia na Colômbia representou ao esporte.

Os jogadores do Galo vibraram com a conquista, a terceira na história do Clube. “Este time merece pelo que fez ao longo da temporada, pelo trabalho, pela dedicação de todos”, disse o fixo Lé, autor de um dos gols.

O pivô e capitão, Keké lembrou que o grupo se esforçou muito para chegar a conquista. “Fizemos um grande jogo, mas isso também foi fruto de uma temporada toda de trabalho e dedicação. Aqui (Carlos Barbosa), conquistamos o primeiro título do Gauchão e agora podemos fazer a festa mais uma vez”, descreveu.

O treinador Paulo Mussalém parabenizou o grupo. “Eles foram guerreiros, estão de parabéns pela dedicação, pela força de vontade em querer conquistar esta taça”, completou.

Título no placo da primeira conquista

O Atlântico conquistou o tricampeonato em cima da equipe que foi adversária da primeira conquista, em 2011. Naquela oportunidade, o Galo também venceu a ACBF na decisão e levantou a taça, também em Carlos Barbosa, fazendo o segundo jogo fora de casa, tal qual foi em 2016. O Atlântico ainda foi campeão em 2014 e com isso chega a um grupo seleto de clubes que garantiu três conquistas da Série Ouro.

Passeata é cancelada em luto a Chapecoense

O final de semana tem sido de comoção no mundo esportivo. Desde este sábado, há velório das 71 vítimas do voo da Chapecoense. Em Erechim, uma das vítimas, o jornalista Renan Agnolin, também é velado.

A direção do Atlântico decidiu por cancelar qualquer forma de comemoração do título neste domingo, na chegada à Erechim. “Pedimos que nosso torcedor, que a comunidade entenda o momento pelo qual o esporte passa, que é de luto. Não há clima para uma comemoração na terra que perdeu um de seus filhos, um amante do esporte, do futsal e que merece nosso respeito”, comentou o supervisor de futsal, Elton Dalla Vécchia.

Fonte: BLOG SANDRO